FAQ

O que é uma microcredencial?

Segundo o site da Comissão Europeia uma credencial é “uma qualificação que atesta os resultados de aprendizagem obtidos através de um curso ou módulo curto e avaliado de forma transparente.”

Os cursos que levam à obtenção deste tipo de qualificação são desenhados de forma a providenciar ao aluno conhecimentos, competências e skills específicos que respondam às necessidades laborais, culturais, pessoais ou societais.

As microcredenciais de um aluno podem ser partilhadas e são portáteis – além disso, podem-se apresentar de forma independente, como ainda podem ser combinadas com credenciais maiores. Acima de tudo, são sustentadas pela garantia de qualidade, seguindo os padrões acordados no setor ou área de atividade.


 Quais os benefícios das microcredenciais?

A Comissão Europeia comprova que a natureza flexível deste tipo de qualificações abre oportunidades para os cidadãos, incluindo os que trabalham a tempo inteiro. Esta característica torna as microcredenciais numa forma de aprendizagem bastante flexível e inclusiva, tornando possível a aquisição orientada de aptidões e competências.


Quem disponibiliza as microcredenciais?

As microcredenciais são disponibilizadas por instituições de ensino superior e formação profissional (EFP), bem como por organismos privados.


Quem pode beneficiar das microcredenciais?

As microcredenciais estão ao alcance de qualquer pessoa que queira consolidar conhecimentos já adquiridos, sem concluir um programa completo de ensino superior, e para quem quer melhora as competências que possuem – ou até mesmo requalificar-se para satisfazer as necessidades do mercado laboral – podendo inclusive desenvolver-se profissionalmente após terem começado a trabalhar.


Que elementos devem constar nas microcredenciais?

A transparência é a base para que as microcredenciais sejam fidedignas. Devem ser bem identificadas e desta feita devem conter os elementos que deixam claro o valor e conteúdo das mesmas, seja para os estudantes como para as instituições de ensino e formação. A lista de informação crítica que as microcredenciais devem reunir é a seguinte:

- Identificação do estudante;

- Título da microcredencial;

- País/Região do emissor;

- Entidade adjudicante;

- Data de emissão;

- Resultados da aprendizagem;

- Carga de trabalho necessária para alcançar os resultados da aprendizagem (ECTS, sempre que possível);

- Nível (e Ciclo, se aplicável) da experiência de aprendizagem que conduziu à microcredencial (EQF, QF-EHEA), se aplicável;

- Tipo de Avaliação;

- Forma de Participação na atividade de aprendizagem;

Tipo de garantia de qualidade utilizada para sustentar a microcredência.

Além desta lista, existe outra de cariz opcional, quando relevante:

- Pré-requisitos necessários para se inscrever na atividade de aprendizagem;

- Supervisão e verificação de identidade durante avaliação (sem supervisão e sem identidade verificação, supervisionado sem identidade verificação, supervisionada on-line ou no local com verificação de Identidade);

- Nota alcançada;

- Opções de integração/stackability (independente, microcredencial independente / integrado,

stackable para outra credencial);

- Outras informações


Como são desenhadas as microcredenciais?

A abordagem europeia para as microcredenciais engloba um processo assente em 10 princípios:

Qualidade

    As microcredenciais estão sujeitas à garantia de qualidade interna e externa pelo sistema que as produz. Os processos de garantia de qualidade devem ser adequados à finalidade, ser claramente documentados, acessíveis e que atendam às necessidades dos alunos e das partes interessadas.

    A garantia de qualidade externa baseia-se principalmente na avaliação dos fornecedores (em vez de cursos individuais) e a eficácia de seus procedimentos internos de garantia de qualidade.

    Transparência

      As microcredenciais são mensuráveis, comparáveis ​​e compreensíveis com informações claras sobre resultados de aprendizagem, carga de trabalho, conteúdo, nível e oferta de aprendizagem, conforme relevante.

      Relevância

        As microcredenciais devem ser desenhadas como conquistas de aprendizagem distintas e direcionadas, e as oportunidades que levam a eles são atualizadas conforme necessário, para atender às necessidades de aprendizagem identificadas.

        Avaliação Válida

          Os resultados da aprendizagem com microcredenciais são avaliados de acordo com padrões transparentes.

          Trajetos de Aprendizagem

            As microcredenciais são criadas para apoiar percursos de aprendizagem flexíveis, incluindo a possibilidade de stack, validar e reconhecer microcredenciais de diferentes sistemas.

            Reconhecimento

              O reconhecimento tem um valor de sinalização claro dos resultados da aprendizagem e abre caminho para uma oferta mais ampla dessas pequenas experiências de aprendizagem de forma comparável em toda a UE.

              As microcredenciais são reconhecidas para fins académicos ou de emprego com base em padrões procedimentos de reconhecimento utilizados no reconhecimento de qualificações estrangeiras e períodos de aprendizagem no estrangeiro, quando lidar com microcredenciais emitidas por provedores de educação formal.

              Portabilidade

                As microcredenciais são de propriedade do titular da credencial (o aluno) e podem ser armazenadas e compartilhadas facilmente pelo titular da credencial, inclusive por meio de carteiras digitais seguras (por exemplo, Europass), em linha com o Regulamento Geral de Proteção de Dados. A infraestrutura para armazenamento de dados é baseada em padrões e modelos de dados, isso garante a interoperabilidade e a troca perfeita de dados, e permite verificações suaves de autenticidade de dados.

                Centrado no Estudante

                  As microcredenciais são projetadas para atender às necessidades do grupo-alvo de estudantes. Estudantes estão envolvidos nos processos de garantia de qualidade internos e externos e seu feedback é levado em conta como parte da melhoria contínua da microcredencial.

                  Autêntico

                    As microcredenciais contêm informações suficientes para verificar a identidade do titular da credencial (estudante), a identidade jurídica do emissor e a data e local de emissão da microcredencial.

                    Informação e Orientação

                      Informações e conselhos sobre microcredenciais devem ser incorporados na orientação de aprendizagem ao longo da vida serviços e deve atingir os grupos de alunos mais amplos possíveis, de forma inclusiva, apoiando a educação, treino e escolhas de carreira.

                      Para um esclarecimento pormenorizado do processo das microcredenciais recomenda-se a leitura do website da Comissão Europeia. Fontes: https://education.ec.europa.eu/pt-pt/education-levels/higher-education/micro-credentials

                      .